Ecoturismo no Mato Grosso: 4 atividades para praticar

Ecoturismo no Mato Grosso

Quem é apaixonado por aventura e viagens junto à natureza deve experimentar, pelo menos uma vez na vida, o ecoturismo no Mato Grosso. O estado é propício para a prática de atividades e oferece uma infinidade de atrativos que podem deixar a sua viagem muito mais completa e emocionante.

Além do ecoturismo no Pantanal, a região também oferece outras opções imperdíveis, como cachoeiras e águas termais, além de belas paisagens naturais. Continue a leitura e descubra os encantos que o Mato Grosso reserva para você. Podemos começar?

1. Explore as maravilhas de Nobres

Se você ainda não ouviu falar do município de Nobres, saiba que ele é um dos lugares mais espetaculares do mundo. Oferece belezas comparáveis a Bonito (Mato Grosso do Sul), apesar de ainda não ter conquistado a mesma fama que a cidade.

A região é um dos ícones do ecoturismo no Mato Grosso. Possui rios cristalinos repletos de peixes, grutas e cachoeiras, sendo também um ótimo destino para mergulho e flutuação. Além disso, seu território é ideal para ser explorado a pé, por meio de trilhas e trekking, sendo a prática de rapel e escalada também muito comum por lá.

Entre as atrações oferecidas pela região, podemos destacar:

  • tomar banho na Cachoeira da Serra Azul;
  • conhecer a lagoa das Araras;
  • flutuar no rio Salobra e no Aquário encantado;
  • fazer caminhada pela Gruta Duto do Quebó.

2. Encante-se com a Chapada dos Guimarães

Outro lugar perfeito para praticar o ecoturismo é a encantadora região da Chapada dos Guimarães. Os 33 mil hectares do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães oferece uma paisagem incomparável, composta pelos imponentes paredões alaranjados de arenito.

São diversas as atrações naturais que o local oferece, desde lindas cachoeiras até cavernas de arenito — como Aroe Jari, a maior do país. Grutas, pinturas rupestres, fauna e flora diversificadas, entre outras belezas, compõem o cenário paradisíaco. O parque também possui vários sítios arqueológicos, morada dos dinossauros há milhões de anos.

Esse cartão-postal pode ser explorado de diversas formas: por trilhas, veículos 4×4 ou, até mesmo, por meio de atividades como voo livre. A dica é fazer um tour guiado para que você possa explorar ao máximo as paisagens da região.

3. Conheça o Parque Estadual de Águas Quentes

Outro lugar incrível para se conhecer no Mato Grosso é o Parque de Águas Quentes. Localizado a cerca de 85 km da capital, Cuiabá, o local é o complexo de águas termais mais incrível do país.

Com propriedades terapêuticas, a temperatura das águas termais variam de 37 a 42 graus. Além de um mergulho, o parque oferece atividades de aventura e contato com a natureza.

Quem visita o local tem a oportunidade de se hospedar em um hotel sustentável bem no meio de toda a natureza. O Hotel Mato Grosso Águas Quentes possui certificação ISO 14001, que presa pela preservação do ambiente e pelas práticas sustentáveis de turismo. Além disso, o estabelecimento conta com uma área de lazer invejável e ideal para quem quer desfrutar do ecoturismo na região.

Na chamada Área Terra, por exemplo, o turista pode divertir-se com atividades como tirolesa, arvorismo e trilhas. Todas acompanhadas de supervisores para garantir a segurança e o conforto do passeio.

4. Descubra o ecoturismo no Pantanal

O ecoturismo no Pantanal oferece muitas possibilidades para que o visitante conheça de perto cada canto da região. Esse bioma natural é repleto de surpresas e permite ao turista um contato próximo com a natureza, além de desfrutar da cultura e culinária típicas do lugar.

No entanto, antes visitar o Pantanal é preciso estar atento às especificidades do clima.  A maior planície inundável do planeta é uma terra de extremos, com duas estações bem definidas: a seca e a cheia.

A estação seca, entre abril e setembro, é o período ideal para quem quer um contato mais próximo com a natureza e observar a vida animal. O clima mais agradável e sem chuvas permite aos visitantes passeios pela mata, trilhas, safáris fotográficos, cavalgadas etc.

Já a estação da chuva, que vai de outubro a março, é um período de muita beleza. As plantas se renovam, ficam mais verdes, e as terras mais baixas são inundadas por um belo espelho d’água, responsável pelo pôr do sol mais belo do ano. É um período propício para observar a vida aquática, para passeios de barco e atividades de pesca.

Quer fazer ecoturismo no Pantanal? Conheça algumas atividades que não podem ficar de fora do seu roteiro!

Cavalgada

Uma das formas mais tradicionais de conhecer o Pantanal, o passeio a cavalo permite adentrar a mata e alcançar locais de difícil acesso.

Uma experiência única para aqueles que desejam contemplar as belezas naturais da planície pantaneira, conhecendo fazendas, rios, bosques e campos de gado do local.

Safári fotográfico

Quem faz ecoturismo no Pantanal não pode deixar de explorar a vida selvagem da região. Para isso, o safári fotográfico é o passeio ideal.

Dentro de veículos abertos, é possível percorrer longas distâncias e apreciar de perto não só a flora local, como também diferentes espécies de animais, como jacarés, capivaras, veados, araras e tuiuiús (símbolo da região), além da onça pintada e das sucuris.

Para quem quer observar animais notívagos, a focagem é a melhor oportunidade. Esse safári noturno aumenta a possibilidade de você se deparar, por exemplo, com onças, lobos-guarás, tamanduás, corujas etc. O trajeto também pode ser feito de barco: nesse caso, o jacaré é a principal atração.

Passeio pelos rios

Nada melhor do que apreciar o pôr do sol pantaneiro em uma canoa. Na estação da cheia, com a planície inundada, o trajeto fica belíssimo!

Acompanhado por guias locais, é possível conhecer mais de perto a vida aquática da região e ainda ter contato com jacarés, capivaras, peixes e diferentes aves aquáticas.

Além das canoas, outras opções são os barcos, as chalanas e até embarcações mais luxuosas, como os barcos hotéis. Também é possível se aventurar em passeios mais radicais, explorando os rios e as corredeiras da região.

Trilhas

Entre as opções de ecoturismo no Pantanal, as trilhas são a melhor oportunidade para quem quer um contato mais íntimo com a natureza. Ar puro, tranquilidade e aquele cheirinho de mato não faltam no caminho!

Em alguns casos, o visitante pode optar por trilhas mais longas, com duração de alguns dias. Nelas, você terá a oportunidade de acampar e viver uma experiência de imersão na região. Além das caminhadas, também é possível aproveitar o terreno plano e fazer percursos de bicicleta.

Fazer ecoturismo no Pantanal, conhecer Nobres, desbravar a Chapada dos Guimarães ou relaxar no Parque Estadual de Águas Quentes: essas são atrações imperdíveis para quem pretende explorar o Mato Grosso. Sem dúvida, uma viagem perfeita para descansar, divertir-se e apreciar as belezas do estado.

Agora que você já sabe por que escolher a região Mato-Grossense como seu próximo destino, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais e convide seus amigos para conhecer as riquezas que o local tem a oferecer!

 

Comments

comments



Assine nossa Newsletter





Acompanhe a Rede de Hotéis Mato Grosso nas Redes Sociais

EnglishFrenchPortugueseSpanish