Mais fácil do que parece: descubra como chegar ao Pantanal!

É no Brasil que fica a maior planície alagável do mundo: o Pantanal. Ele ocupa cerca de 250 mil km², sendo que 80% dele fica nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. São 250 espécies de peixes, 80 de mamíferos, 50 de répteis e mais de 650 de aves. Muitos brasileiros ainda desconhecem esse paraíso, mas saiba que chegar ao Pantanal é muito mais fácil do que parece!

As duas principais rotas de acesso ao Pantanal são as cidades de Cuiabá e Campo Grande, capitais do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, respectivamente. A partir desses polos é possível escolher entre as cidades de Cáceres e Poconé (MT) ou Porto Murtinho e Miranda (MS). Saiba todas as vias agora.

Como chegar às capitais pantaneiras?

De avião

Se você quer ir a Cuiabá, as companhias aéreas Gol, Avianca, Azul e Latam fazem voos regulares sem escala para o destino. Essa última somente a partir do Aeroporto de Congonhas. Do Rio, as mesmas empresas voam para a capital do Mato Grosso, porém dificilmente sem escala em SP e assim acontece para a maioria das demais capitais brasileiras, exceto Brasília, que tem voos diretos frequentes.

Das companhias brasileiras, somente a Azul ainda não tem voos disponíveis em ambos os aeroportos paulistas. Do Rio de Janeiro ou das capitais do Nordeste ou Sul, há voos sempre com escalas em São Paulo.

De carro

No Mato Grosso pode-se ir ao Pantanal por várias estradas e rodovias a partir da capital, Cuiabá. Se seu destino é Poconé, a BR-070 é indicada, já para chegar em Cáceres pode-se pegar a MT-070.

A partir de Campo Grande, o motorista segue pela BR-262 até chegar em Miranda ou Porto Murtinho, que fica na divisa do Paraguai.

Em geral, as rodovias costumam ser melhores do que as estradas estaduais. De São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília existem empresas de ônibus que fazem o trajeto direto para essas localidades, sendo a duração dos percursos entre 13 e 25 horas de estrada.

De barco

Dá para chegar no Pantanal de barco, afinal estamos falando da maior planície alagável do mundo. De Cuiabá há uma navegação pelo rio Cuiabá até Barão de Melgaço. A partir de Cáceres, pode-se navegar pelo rio Paraguai.

Como se divide o Pantanal?

Agora que você já sabe como chegar as duas capitais do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, você pode escolher qual lado visitar do Pantanal.

O lado norte reúne as cidades do Mato Grosso: Cáceres (220 km de Cuiabá), Poconé (102 km) e Barão de Melgaço (110 km). O Pantanal Sul, como o próprio nome já diz, fica no estado do Mato Grosso do Sul: Miranda (198 km de Campo Grande), Aquidauana (130 km) e Corumbá (420 km).

Como se locomover pela região?

É importante lembrar que as principais cidades (tanto ao lado norte como sul) funcionam como um ponto de partida para os passeios incríveis que o Pantanal oferece e são cortadas por estradas estaduais que pedem por carros 4×4.Principalmente para as pessoas que escolhem trafegar pela Transpantaneira, a MT-060.

São 140 km de extensão de uma via de terra, entre as cidades de Poconé e Porto Jofre. Essa estrada é uma das mais procuradas pelos turistas, pois oferece paisagens imperdíveis do Pantanal.

É fácil chegar ao Pantanal?

Sim. A maneira mais fácil (como você leu no início deste artigo) é chegar de avião a uma das capitais, ao norte ou ao sul. Depois, invista em carros 4×4 para fazer as travessias entre as cidades que são consideradas a porta de entrada para o Pantanal.

Com tantas belezas e cenários deslumbrantes, chegar ao Pantanal vai ser mais fácil do que se despedir dele. Siga-nos no Instagram, Facebook, YouTube e Twitter para saber mais sobre esse lugar especial do nosso Brasil!

Comments

comments



Assine nossa Newsletter





Acompanhe a Rede de Hotéis Mato Grosso nas Redes Sociais

EnglishFrenchPortugueseSpanish