6 passeios no Mato Grosso para relaxar e recarregar as energias

Com uma rotina de trabalho estressante, no seu tempo livre você só pensa em descansar e curtir a família, não é mesmo? Por isso, um roteiro de passeios no Mato Grosso (MT) pode ser o programa ideal para as suas férias.

Já pensou em se encantar com as belezas do cerrado brasileiro? Ou viver dias de pantaneiro, andando a cavalo por planícies alagadas, completamente desligado do mundo? Pois tudo isso e mais você encontra no MT!

Confira agora seis passeios para fazer nesse belo estado para relaxar e recarregar as energias. Acompanhe!

1. Chapada dos Guimarães

Apenas 69 km separam a capital Cuiabá do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, localizado na cidade de mesmo nome.

A reserva de 33 mil hectares tem paredões de arenito, abriga espécies de flora e fauna que só podem ser encontradas por lá — como araras-vermelhas —, além de encantar os turistas com a paisagem do cerrado, as cachoeiras, os cânions e as pinturas rupestres.

Veja algumas das principais atrações do parque:

  • Trilhas a pé ou de bicicleta para mirantes que oferecem uma linda vista da planície do pantanal, dos maciços montanhosos da reserva e de Cuiabá;
  • Cachoeira Véu de Noiva com 86 m de queda d’água e um poço de águas cristalinas;
  • Morro de São Jerônimo, o mais alto da região com 836 m de altura: a trilha de sete horas de caminhada e escalada é indicada para quem já está habituado a esse tipo de atividade;
  • Poço Verde, Poço das Antas e Crista do Galo, no Vale do Rio Claro: as três trilhas totalizam 15 km de caminhada.

A entrada no parque é gratuita, mas os passeios devem ser feitos com um guia.

2. Pantanal Mato-Grossense

Sim! Uma parte do Pantanal, a maior planície alagada do mundo, fica no MT! E são muitas as opções para quem quiser mergulhar na vida pantaneira e esquecer da rotina, do trabalho e de tudo o que deixou em casa.

As atrações da região são muitas! É possível montar um roteiro diversificado, para conhecer um pouco da vida pantaneira e aproveitar para relaxar ao ar livre, com toda a natureza ao seu redor.

Estrada do Parque

São 120 km de lindas paisagens e onde é possível ver, ao longo do percurso, jacarés, capivaras, tamanduás, quatis, macacos e até mesmo a onça-pintada. Para fazer o trajeto, é necessário um carro com tração 4×4, pois no caminho você pode encontrar terrenos alagados e instáveis.

A ideia é percorrer o trajeto todo com calma, contemplando tudo ao redor e fazendo algumas paradas durante o percurso. Recomenda-se a presença de um guia para indicar a melhor forma de observar os animais, sem interferir no curso normal da natureza.

Passeios de barco

Muito comuns na época de cheia (de janeiro a junho), podem ser realizados durante todo o ano — afinal, rios nunca faltam no Pantanal. Os melhores são aqueles com barqueiros nativos que mostram a rica fauna local. É possível fazer o passeio de barco noturno e observar crocodilos e jacarés.

Safáris à noite — focagem noturna

São realizados em veículos apropriados, sempre com um guia para indicar o caminho e garantir a segurança dos turistas. É o passeio ideal para conhecer os animais que têm hábitos noturnos. Se você tiver sorte, pode chegar a ver a onça-pintada, tão famosa no Pantanal. Não esqueça de levar um casaco, pois à noite costuma esfriar por lá.

Visitas às fazendas no Pantanal

Passar um dia na fazenda é perfeito para recarregar as energias e entrar em contato com a natureza. É possível andar a cavalo, inclusive nas áreas alagadas, aprender a manejar o gado e também conhecer as criações de jacarés. Uma excelente forma de aprender um pouco mais sobre a cultura pantaneira.

Pesca esportiva

Se você é fã de pesca esportiva, o Pantanal é o lugar perfeito! São diversos rios e afluentes, cada um com suas características, mas todos excelentes para a pesca. E se você quiser aprender a pescar, é possível alugar todo o material e se divertir!

3. Nobres

Apesar de menos famoso, o município de Nobres (a cerca de 150 km de Cuiabá) também tem lindas paisagens para mergulho e flutuação. Um dos destaques é Bonito, no Mato Grosso do Sul (MS).

A maioria das atrações se concentra na Vila Bom Jardim, a 65 km do centro da cidade. Conheça algumas delas a seguir.

Cachoeira Serra Azul

É uma das paisagens mais exuberantes da região, com uma queda de 45 m de água transparente, que permite ver os peixes. O passeio também pode incluir uma tirolesa de 700 m.

Aquário Encantado

É um conjunto de três nascentes onde é possível flutuar e admirar peixes e arraias.

Lagoa das Araras

Como o próprio nome diz, é um local repleto de diversos tipos de araras. A região, transformada em área de preservação das espécies, foi escolhida pelas aves para seus ninhos.

4. Jaciara

A pequena cidade do MT, localizada a 145 km da capital Cuiabá, proporciona um verdadeiro encontro com a natureza. São várias cachoeiras, grutas e corredeiras. Confira alguns exemplos:

  • Cachoeiras: entre os cartões postais do município estão o Rio Tenente Amaral e a Cachoeira da Fumaça, com 30 m de queda. Nas águas naturais da região é possível praticar esportes radicais, como rafting e rapel;
  • Vale das Perdidas: trata-se de um sítio arqueológico, por onde o visitante pode fazer uma trilha de cerca de 3 km admirando as inscrições rupestres feitas em rocha que datam de mais de 4 mil anos.

5. Barra do Garças

A cidade é conhecida como o paraíso das águas, graças à presença de rios importantes (Araguaia e Garças), cachoeiras e águas termais. Fica a 500 km da capital Cuiabá e está bem próxima da divisa com Goiás, na margem esquerda do Rio Araguaia.

Durante o inverno, formam-se praias na beira dos rios, pois é quando a água se recolhe e os turistas podem aproveitar mais o local. É possível se aventurar em voos livres, paraquedismo e trekking. Faça suas reservas com antecedência, pois a região costuma ser bem movimentada na alta temporada. Veja a seguir algumas atrações:

  • Cachoeira do Pé da Serra: fica a cerca de 8 minutos de carro, partindo do centro da cidade. Para chegar ao local, é preciso estacionar e fazer uma pequena caminhada de 25 minutos, que passam bem depressa em meio a um caminho lindo, cheio de bosques nativos e trilhas que passam por água cristalinas;
  • Parques das Águas Quentes: você pode mergulhar em piscinas de águas termais, que atingem entre 31 e 43 graus Celsius, a poucos minutos do centro. O local oferece estrutura completa ao turista, com restaurantes, bares e outras comodidades.

6. Cáceres

Situada às margens do Rio Paraguai, a cidade reserva muitos encantos para o ecoturismo. Tradicionalmente, é dali que sai a maior quantidade de barcos pesqueiros e anualmente ocorre o Festival Internacional de Pesca, um dos maiores torneios de pesca do Brasil.

Conheça o centro histórico e veja lindos casarões do século XIX. Os passeios de chalana são inesquecíveis, é possível fotografar toda a paisagem, apreciar a fauna local e curtir o pôr do sol para fechar o dia com chave de ouro.

Alguns hotéis em Cáceres são antigas fazendas e proporcionam um ambiente ideal para relaxar e entrar em contato com o campo. É possível acompanhar cavalgadas e mergulhar na cultura regional.

Gostou das nossas dicas de passeios no Mato Grosso para relaxar, ficar em contato com a natureza e aliviar o estresse do dia a dia? Então, entre em contato conosco para que sua experiência no MT seja a melhor possível! Teremos prazer em ajudá-lo!

Comments

comments



Assine nossa Newsletter





Acompanhe a Rede de Hotéis Mato Grosso nas Redes Sociais

EnglishFrenchPortugueseSpanish